O mindset do Coaching

2018-01-02

O termo “Coach” remonta ao treinador desportivo, que atuava num nível bastante prático e comportamental, conduzia assim os atletas a obterem melhores resultados, num curto espaço de tempo. Todo o atleta de alto nível tem um Coach, que o convida a utilizar o pensamento dirigido, racional e objetivo, que acelera o alcance de resultados exteriores e quanto mais treina técnicas e ferramentas, nomeadamente de Psicologia positiva, PNL e hipnose, mais eleva o seu desempenho. Trata-se de uma abordagem “one size fits all”.

O Coaching é assim, um processo de acompanhamento, por parte de um profissional especializado (Coach), a pessoas (Coachees) que procuram evoluir de um estado A (estado atual) para um estado B (estado futuro/ desejado), ao nível dos seus pensamentos, sentimentos, comportamentos e resultados. Parte do pressuposto operacional da PNL, que as pessoas têm dentro de si, todos os recursos e respostas que necessitam para alcançarem resultados efetivos na sua vida, equipa e empresa/instituição. O coaching foca-se no presente e no futuro. Verifica-se uma relação de empowerment, o Coach diz: “tu queres, tu consegues”. 

O processo de coaching assemelha-se ao mindset de um líder, uma forma de pensar, focada em soluções  para resolver-se desafios/imprevistos. Um verdadeiro líder é lógico e específico, analisa cada situação, deteta o que está a impedir de alcançar-se os objetivos. Constrói ou desenvolve as competências, que reconhece necessitar a cada momento, partilhando com os demais ou indicando a autorregulação da aprendizagem de matérias para a execução eficaz das tarefas, vai assim, monitorizando todo o processo e revendo as estratégias para agilizar condutas e muito mais importante, certificar-se que está a aproximar-se do ponto almejado, até que o alcança.

O Coaching clássico, tal como a PNL, tem a limitação de ignorar o passado, impedindo que o ser humano vá além do desenvolvimento superficial, que se reconhece indubitavelmente, mas interiormente a pessoa pode estar em esforço. Quem sabe, já detetou que mostra uma máscara, que retira em modo privado, por colidir com o que sente interiormente. Talvez sinta um vazio interior, um sentimento de frustração, uma sensação de incompreensão, de estar a remar sózinho(a), reconhece medos imperceptíveis, sem razão aparente, solidão apesar de acompanhado 24 horas por dia e outros sentimentos pouco agradáveis, difíceis de lidar sózinho(a). O Coaching Clássico é incapaz de resolver estes desafios psíquicos, foca-se em contrariá-los ou ignorá-los e eles têm uma função psíquica, pois ocultam uma dinâmica que ocorreu sempre no passado, com uma causa raíz, que se manifesta em sintoma/sensação/ sentimento, que carece de um novo olhar/entendimento, com sentido e um impulso criativo e signifivativo para o presente/futuro.

Isabela Oliveira


Partilhar: